O passado é sempre menos intenso depois que passa

Houve um tempo em que eu pensei que era você.

Era você em tudo.

Era você nas esquinas de lanchonetes mal arrumadas, no banquinho da praça abandonado. Era você na cidade, do outro lado da rua. Era você nos meus pensamentos e na minha rotina.

Só que você foi embora e eu sofri uma semana, duas… Um mês, dois. Aí passou!
Era você, não é mais.
Então eu percebi que você foi importante pra mim. Mas você é passado querido, e de passado, ninguém vive.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s